Mário Ozny Rosa, Brasil QEPD

 

HOME

   
       
     
           
         

Recordando a Mario Ozny Rosa

 
         
   

Poesía

O Poder do Deserto

Ynso – Poeta Itinerante

Do Chile aquele deserto
Onde o verde ignora.
Um solo pouco esperto
Aguardando sua hora.

A semente resistente
Dorme naquele chão.
Nem a seca resente
Momento de sua ação.

Com a chuva tudo crescer
Na solidão a espera.
O deserto vai florescer
A chuva em nova era.

O dia que começa chover
Cresce aquela plantinha.
O verde se volta a ver
Surge a verde folhinha.

A semente no deserto
Depois de anos dormindo.
Volta ter vida e concreto
Torna o deserto mais lindo.

Esta terra benção de Deus
O homem que a rejeita.
Tudo que Ser Supremo deu
Sempre é mal aceita.

 

Mil Poemas a César Vallejo

CÉSAR VALLEJO

MOR

Arcou o seu tempo
Na luta de cada dia.
Vendo o povo no relento
Por todo que sofria.

Foi embora de sua terra
De tudo que aprendeu.
Longe de qualquer guerra
Nunca se arrependeu.

Defendia a pobreza
A ter boa educação.
Era a sua nobreza
Dava a maior atenção.

Te os dias atuais
Seu grito de alerta.
Com todos os seus ais
Só o amor desperta.

 

Mil Poemas a Miguel Hernández

MIGUEL HERNÁNDEZ

MOR

No mundo que ele viveu
A busca de maior saber.
Nunca se esmoreceu
Só a justiça a querer.

Do seu tempo de criança
Na labuta campesina.
Da história a lembrança
Deu-lhe a maior estima.

Sempre foi um lutador
Seus temas importantes.
Como um escritor
Discutidos há todos instantes.

Da vida de pequeno pastor
Impressionado pela leitura.
Durante o seu labor
Marcaram a sua cultura.

 
                   

Biografía

BIOGRAFIA DO AUTOR

Mário Osny Rosa nasceu em Don Luiza Município de Ituporanga, Santa Catarina em 1934.

Concluiu o 3° ano primário na Escola Isolada Dona Luiza e o 4° ano no Grupo Escolar Santo Antônio em Ituporanga no ano de 1945. Até 1970 foi autodidata e estudou sozinho curso eletrônico por correspondência. De 1970 a 1979 completou o Antigo Ginásio e o segundo grau no Supletivo. E prestou vestibular para a Faculdade de Ciências Contábeis da Fundação Educacional do Planalto Catarinense [FEPLAC] de Curitibanos, hoje Universidade do Contestado, concluindo em 1983, o Curso de Contador.

Em 1984 prestou vestibular para Direito na Universidade Federal de Santa Catarina. Iniciou em agosto de 1984 colando grau em dezembro de 1989, especializando-se em Direito Tributário.

Atuou na função de Técnico em Telecomunicações no Ministério das Comunicações de 1984 até maio 1998.

De maio de 1998 a 2004, atuou como pesquisador e contador na Advocacia Geral da União em, escreve em vário site na internet, é Acadêmico da Academia de letras do Brasil cadeira nº 21 em Florianópolis/SC.